sábado, 1 de julho de 2017

Joesley Batista se recusa a comer quentinha com carne da Friboi no presídio. "Não sou cachorro"

Preso há pouco mais de um dia, o empresário brasileiro Joesley Batista já está causando alvoroço dentro do presídio onde se encontra.
Segundo informações extra-oficiais, carcereiros que cuidam das celas do prédio da Polícia Federal em São Paulo, onde Joesley está preso, afirmam que o empresário está sem se alimentar desde a noite de domingo. Ao oferecer a refeição para Joesley, os carcereiros foram questionados sobre a origem da carne que estava sendo servida. Ao afirmarem que a carne era da Friboi, os mesmos ficaram surpresos com a reação do empresário.
"Ele abriu a marmita e ficou analisando por alguns segundos em silêncio, logo em seguida perguntou sobre a procedência da carne. Afirmamos que era da Friboi, pois a empresa que fornece os alimentos aqui para o prédio tem um contrato com a mesma. Foi aí que veio a surpresa. Ele devolveu a marmita e se recusou a comer, dizendo que não era cachorro pra comer aquilo." Afirmou um dos carcereiros.
O delegado Disney Rosseti, chefe da PF de São Paulo, disse que não há o que fazer e que Joesley tem todo o direito de recusar as refeições. 
Joesley foi preso na tarde do último domingo (10) após o relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, acatar os pedidos de prisão.

Joesley deixou a casa do pai no Jardim Europa às 13h39, na Zona Sul de São Paulo. Na sede da superintendência da PF, manifestantes soltaram fogos de artifício para comemorar as prisões.